Personal Game Programmer-1

Muito antes do Gameshark, os jogadores podiam modificar seus games com o PGP-1

2143 Acessos
Imprimir
Personal Game Programmer-1
Criado em 1983 pela Answer Software, o Personal Game Programmer-1, ou PGP -1 para os mais íntimos,é um periférico com função semelhante aos antigos Gameshark e Game Genie. Onde o jogador poderia modificar dados do jogo para que sua aventura seja mais fácil (ou difícil).

Com 4K de memória RAM, o Game Programmer possui sua própria entrada de cartucho e um teclado semelhante ao keypad. Além disso PDP-1 tem um cartucho sem memória que deve ser encaixado no slot do 2600, passando informações entre o videogame e o dispositivo.

Para usar o grande aparelho, o jogador deve colocar o cartucho falso no Atari e encaixar o seu jogo no Game Programmer. O keypad é usado para alterar os códigos do jogo.

Ao contrário dos dispositivos mais modernos, no PGP-1 o jogador tem acesso ao código fonte do jogo, podendo alterar absolutamente tudo o que quiser como número de vidas do personagem, velocidade de movimento, tempo, cores ou até mesmo o formato dos inimigos.

Claro que nenhuma das alterações se mantém gravada após o jogador desligar o VCS, já que as informações ficam gravadas no próprio periférico, não no cartucho do jogo.



Redação: João Victor Martins
Tags: Acessório